25 a 29 - Abril | 2023
São Paulo Expo

FERRAMENTAS MAIS USADAS EM OFICINAS MECÂNICAS

As dez ferramentas essenciais para sua oficina mecânica

Se você tem paixão por mecânica e carros, já pensou em montar seu próprio negócio?  Para realizar este sonho, o primeiro passo é dominar a técnica e ter as ferramentas certas para aplicá-la na prática. Neste texto iremos listar as dez  ferramentas que são essenciais para a sua oficina.

Conjunto de chaves: 

Carros têm parafusos a se perder de vista! Agora imagine consertá-los sem as chaves adequadas, isso pode lhe causar uma tremenda dor de cabeça. O conjunto de chaves é fundamental para o trabalho em uma oficina. Assim, chaves inglesas, chave allen, de boca, de fenda, e em diversos diâmetros e tamanhos são apenas algumas das ferramentas que você deve ter.

Pense também na qualidade dos produtos que você está adquirindo, já que com boas peças, essas duraram muito mais em seu kit, diminuindo o tempo de substituições, economizando dinheiro e tempo.

Kit de Alicates:  

Em conjunto com as chaves, os alicates são fundamentais para realizar procedimentos simples em sua oficina. Os alicates de corte, por exemplo, ajudam a cortar cabos e conduítes, enquanto os alicates de bico auxiliam a pegar peças pequenas.

Mesmo que os alicates multifuncionais cumpram suas tarefas, para realizar um trabalho mais profissional, utilize os alicates certos para cada situação, evitando futuros desgastes e entregando ao seu cliente um trabalho com maior precisão.

Torquímetros: 

Grosso modo, esse equipamento tem a função de mostrar a força que o mecânico utiliza para apertar ou afrouxar determinado parafuso. Inclusive, as montadoras de veículos têm especificado nos manuais mecânicos os valores dos torques a serem aplicados nas mais diversas peças do carro. Com isso, é possível evitar empenos ou ajustes fortes ou fracos demais.

Os torquímetros são encontrados de diversas formas, e todos demonstram a mesma eficiência, a escolha depende inteiramente de você. Entre as opções estão o Torquímetro de estalo, que indica o torque correto com um estampido seco que ressoa da ferramenta; o Torquímetro dinâmico, no qual a indicação é feita por um ponteiro; e os modelos eletrônicos, que apontam o aperto ideal por meio de um indicador digital.

Elevadores Automotivos: 

Antigamente, as oficinas tinham fossos que davam acesso a parte inferior do carro, mas este recurso já não é mais necessário. Com a invenção dos elevadores automotivos, o carro fica suspenso, enquanto o mecânico pode ajustá-lo ao nível do piso, sem fazer maiores esforços, além de aproveitar espaço. De fato, trata-se de uma ferramenta que faz toda a diferença para o cliente que está procurando opções de locais para o reparo ou a manutenção do seu veículo.

Macacos: 

São importantes instrumentos para suspender determinada parte do veículo sem a necessidade de que o carro inteiro fique no ar. Práticos de manusear, por terem sistemas hidráulicos que facilitam a tarefa de levantar e abaixar o veículo. Dependendo do modelo de macaco, é possível suportar até três toneladas.

Guincho hidráulico: 

Muito similar a função do macaco, só que ao contrário. Estes ginchos são ótimos para reparos no motor, por exemplo. Existem modelos de guinchos hidráulicos fixos, que proporcionam maior segurança na execução dos serviços, e também alguns tipos de ferramentas que se movimentam por meio de rodinhas.

 

Esta é uma curadoria de conteúdo da RX Brasil sobre Ferramentas mais usadas em oficinas mecânicas. Para continuar lendo, acesse Canal de Notícias UOL