MARCAS APRESENTAM ALTA TECNOLOGIA NA AUTOMEC E ENTIDADES APOIADORAS CONFIRMAM CRESCIMENTO DO SETOR

26 abr 2017

No primeiro dia da Feira expositores mostraram seus lançamentos e novidades em produtos para o mercado de reposição e reparação, como os serviços especializados em aftermarket 

São Paulo, abril de 2017 – Durante o primeiro dia da 13ª AUTOMEC, entidades apoiadoras da feira - Sindipeças, Sindirepa, Sincopeças e Andap - falaram em coletiva de imprensa sobre o mercado brasileiro e perspectivas do segmento de reparos e acessórios para veículos leves e pesados. Em linhas gerais, o setor tem mantido crescimento baseado nas vendas para veículos já circulantes da frota nacional que demandam manutenção. Esse bom momento corrobora com o crescimento de expositores do principal setor da feira, o de “Peças e Sistemas”: 38% a mais do que a última edição do evento, em 2015.

Para Antonio Fiola, presidente do Sindirepa Nacional (Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios), “a evolução tecnológica fez o carro quebrar menos e agora exige serviços cada vez mais especializados. Paralelamente, a indústria de reparação anda na contramão da crise das vendas de veículos novos, e na medida em que a indústria demite ou deixa de contratar, surge à nossa disposição melhor mão de obra”.
 
Elias Mufarej, conselheiro do Sindipeças - Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores - também apresentou um prognóstico positivo. “Nosso mercado vai girar mais do que no ano passado”, cravou. O representante também adiantou que deve surgir um novo modelo do INOVAR-AUTO a partir de 2018, levando em consideração quatro pilares: eficiência energética, emissões, segurança e conectividade. “A ideia é que estes sejam transformados em itens fundamentais tanto para novos veículos como para veículos existentes”.
 
Questões tributárias e de segurança também foram comentadas. Rodrigo Carneiro, presidente interino da Andap - Associação Nacional dos Distribuidores de Autopeças apresentou um problema de estoque. “Um terço dos estoques se refere a impostos. Nós queremos pagar impostos, mas não sobre peças ainda não comercializadas”. Para ele, é crucial, também, que se discuta a obrigatoriedade da inspeção veicular. "Investimento em tecnologia e inspeção veicular são pautas que devem ser discutidas. Metade das 40 mil mortes anuais no trânsito são causadas por problemas mecânicos", adverte.

VALEO APRESENTA ESTRATÉGIA MUNDIAL DE SERVIÇOS “AFTERMARKET”

A Valeo, uma das líderes mundiais em fornecimento para a indústria automotiva, apresentou na 13ª AUTOMEC a sua nova estratégia mundial no aftermarket, que inclui os serviços de pós-venda e principalmente o mercado de reposição: o We care for you – Nós cuidamos de você. Esse serviço é desenvolvido pela Valeo Service, empresa especialista no mercado de reposição, criada especialmente para esse fim com base em seis pilares de atuação, ligados aos produtos oferecidos - 9 linhas para veículos leves e 7 para a linha pesada - ao suporte técnico, marketing, atendimento ao cliente, logística e especialidade digital, que tem como objetivo melhorar a experiência dos clientes com a marca por meio de soluções como o Catálogo Eletrônico e outras iniciativas que serão desenvolvidas ao longo do ano.

SCHAEFFLER REGISTRA ALTA DO AFTERMARKET NA AMÉRICA DO SUL

Rubens Campos, vice-presidente-sênior de Aftermarket Automotivo da Schaeffler veio à Automec 2017 apresentando alguns dos produtos que são destaque da companhia para o Brasil e América do Sul durante o evento. Detentora das marcas LuK, INA, FAG e Ruville a empresa destaca, por exemplo o FAG SmartSET, solução de reparo para rolamentos de roda em ônibus, caminhões e roboques. O produto já vem pré-lubrificado e pré-montado, e foi criado especialmente para o mercado de reposição. Outra tecnologia é o FAG SmartSet, produto que pode ser utilizado para reparar todos os tipos de caminhões, ônibus e eixos de reboque que usam rolamentos cônicos.
 
“O crescimento de aftermarket da companhia no Brasil tem sido de 10% a 20% nos últimos dois anos, com grande representatividade dos produtos para veículos leves”, revela Campos. Complementando as vendas no país, a empresa oferece treinamentos a 10 mil mecânicos por ano. O executivo também apresentou o conceito Mobility for Tomorrow da Schaeffler, que pauta as pesquisas de novos produtos da companhia dentro de quatro temas: mudanças climáticas, urbanização, globalização e digitalização. Dentro dessa ideia, uma das apostas globais da empresa é a tecnologia de tração elétrica para carros.


TECNOLOGIA DE PASTILHA DE FREIO, DA FEDERAL-MOGUL, USA MATERIAL RECICLADO E DIMINUI IMPACTO AMBIENTAL
 
Durante as coletivas de imprensa da Automec 2017, a Federal-Mogul apresentou algumas das novidades de seu portfólio de pastilhas de freio, entre elas, a Ferodo Top Premium, com tecnologia cerâmica. O produto é voltado para veículos premium, nacionais e importados. José Roberto Alves, gerente geral e gerente de planta para o Brasil, contudo, fez questão de frisar  que a linha de produtos da companhia é ampla. “Oferecemos linhas completas para todo tipo de carro. Para esta edição da Automec, temos boas expectativas e já fizemos bons contatos durante essa abertura da feira”.

O executivo também revelou números positivos dos últimos anos para a companhia. “Para nós, o segmento de reposição 2015, registrou crescimento de 28% sobre 2014; e no último ano, a alta foi de 18% sobre 2015. Durante 2017, até agora, temos registrado entre 11% e 12% de alta. O mercado de reparação e o aumento de portfólio têm nos proporcionado essa movimentação positiva”. A reposição de peças movimenta cerca de 70% da joint-venture que detém as marcas Stop, Ferodo e Jurid. Os outros 30% são destinados a montadoras, sempre com foco em veículos leves.
 
Além da evolução presente nas linhas de maior valor agregado, Alves também destacou a produção da linha econômica Stop, que passou a reaproveitar o pó residual de manufatura das pastilhas. “Nossa planta, em Sorocaba (SP), é muito focada em lean manufacturing. Nos últimos seis anos, registramos uma média de alta da produção de 6% ao ano. Agora, passamos também a utilizar o pó, anteriormente descartado, para produção de novas pastilhas, que atendem a todos os critérios de qualidade. São 8 toneladas de pó que, ao invés de serem enviadas para aterros sanitários, passam a entrar na composição das pastilhas, barateando custos internos e para o consumidor”, explica Alves.
 
GATES DESENVOLVE “CAMPANHA DE MANUTENÇÃO INTELIGENTE” PARA O MERCADO DE REPOSIÇÃO

Outra marca que também está apostando na estratégia aftermarket é a Gates, maior fabricante de correias, tensionadores, mangueiras e kits do Brasil. O anúncio feito na AUTOMEC diz respeito a uma campanha de manutenção inteligente “10/40”, intitulada “Pense no Sistema”, cujo objetivo é conscientizar desde o distribuidor dos produtos automotivos, passando pelo mecânico, até o consumidor final a fazerem a inspeção dos sistemas mecânicos nos quais estão funcionando as correias, mangueiras, tensionadores etc. A cada 10 mil quilômetros essa inspeção deve ser feita, e a cada 40 mil trocar os componentes desgastados, sem deixar de seguir as recomendações do fabricante do veículo. Não se trata de simplesmente trocar a correia, por exemplo, uma vez que esse tipo de componente dura mais de 40 mil quilômetros, mas de inspecionar o sistema completo a fim de verificar se há algum vazamento ou irregularidade que possa diminuir a vida útil da peça, explicou o diretor de Vendas e Marketing, Sidney Aguilar Jr.

MOTOR DE PARTIDA REMANUFATURADO E TURBO SÃO OS LANÇAMENTOS DA BORGWARNER NA AUTOMEC

A BorgWarner, líder global em soluções tecnológicas limpas e eficientes para veículos a combustão, híbridos e elétricos, apresentou na AUTOMEC lançamentos e soluções voltadas para o mercado de reposição, entre eles o motor de partida remanufaturado para os caminhões Volkswagen com motores Cummins de 8,3L, fabricado de 2009 a 2012. Esse produto faz parte do programa D3R, criado pela BorgWarner, em que é reindustrializado e testado seguindo os mesmos critérios técnicos de fabricação e a mesma qualidade de um equipamento original. Outro destaque apresentado na Feira é a gama de turbos para o mercado de reposição, disponibilizados para veículos de marcas como, Toyota, General Motors, Mitsubishi, Fiat, Ford, Hyundai, Volkswagen, Mercedes, Renault, Nissan, Land Rover, entre outras.  O turbo tem como principais características a melhora no desempenho do motor, a redução do consumo de combustível e emissões de poluentes.

MERITOR QUER GANHAR MERCADO COM NOVA LINHA DE ÓLEOS LUBRIFICANTES E ENSINO À DISTÂNCIA
 
Durante os encontros com a imprensa durante a AUTOMEC 2017, Luis Marques, gerente-sênior de Marketing e Aftermarket da Meritor para América do Sul, revelou que a companhia fechou o ano fiscal de 2016 com um faturamento global de US$ 3,2 bilhões, dos quais a América do Norte é responsável por 65% e América do Sul 6%. “Globalmente, queremos aumentar a participação no mercado de componentes e temos como objetivo crescer nossa receita em 20% até 2019”.
 
“Todas as montadoras dentro do Brasil usam produtos Meritor”, destacou Marques. Em 60 anos operando no país, a companhia já construiu 3,5 milhões de eixos trativos. Já atualmente, nas ruas, estima-se que mais de 1 milhão de veículos pesados rodem com produtos da  marca. “E mesmo com poucos caminhões rodando atualmente nas estradas, conseguimos crescer 5% no segmento, entre 2015 e 2016”.
 
Entre os atrativos da companhia, cujo foco é o mercado de veículos comerciais, está a nova linha de óleos que apresenta na AUTOMEC 2017. Os produtos são destinados à lubrificação de eixos diferenciais, e já estão disponíveis nas versões sintética e mineral. Apostando na área do conhecimento, a fabricante apresentou também o sistema de ensino à distância Universidade Meritor, plataforma de cursos gratuitos com dados institucionais, novas tecnologias, cuidados na lubrificação de componentes, montagens e desmontagens de linhas de produtos. Há também um módulo presencial, com aulas de conteúdo prático.
 
DANA REESTABELECE CONTATO DIRETO COM DISTRIBUIDORES E APOSTA EM LANÇAMENTO PARA COLECIONADORES
 
A Dana, empresa líder no fornecimento de sistemas de transmissão, vedação e gerenciamento térmico para veículos leves, pesados e máquinas chega à AUTOMEC 2017 reestabelecendo canal direto com distribuidores, através de uma rede de representantes. “Precisávamos progredir mais do que o crescimento orgânico do mercado, e esse foi o caminho escolhido”, avaliou o diretor de Vendas da companhia, Carlos Dourado, durante entrevista coletiva.

Ainda de acordo com o executivo, o foco da empresa agora é atender bem os clientes e construir uma rede de representantes. “A receptividade tem sido positiva. O mercado vem ganhando fôlego e, atuando diretamente com os distribuidores, poderemos crescer 50% acima do que o segmento cresce anualmente”.
 
Para essa nova fase, divulgada durante a feira, um dos destaques da empresa é o novo eixo Dana 44, inspirado e criado para veículos antigos e de colecionadores, como o Opala.

Informações para Imprensa:
2PRÓ Comunicação
email: reed@2pro.com.br
Myrian Vallone – (11) 3030-9404
Teresa Silva – (11) 3030-9463
Luciano Somenzari – (11) 3030-9435

111217


Newsletter

Preencha o formulário abaixo para receber as novidades da Automec. Fique por dentro de tudo o que acontece.



Cookies são utilizadas para operar este site e para melhorar a sua usabilidade. Os detalhes completos sobre o que são os cookies, por que os usamos e como você pode gerenciá-los, podem ser encontrados na nossa página Privacidade & Cookies. Por favor, leve em consideração que ao utilizar este site você concorda com o uso de cookies.